quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Cantos de amor e saudade


Há 15 anos conheci uma senhora em Cáceres que deu outro sentido à minha passagem pela cidade, terra natal de meus antepassados pelo lado materno. Ela se chamava Estella Rodrigues Ambrósio e tinha 87 anos.
Nosso encontro rendeu um livro - "Cantos de amor e saudade - a história de Cáceres contada através das lembranças de Estella", novas amizades e tantas alegrias que nem tenho como contar. E continua rendendo ...
Nesta sexta-feira, dia 27, a edição feita com o esmero e o carinho característicos do pessoal da Editora Entrelinhas, de Cuiabá, será lançada na Câmara Municipal de Cáceres (às 20h).
Confesso que o evento está mexendo comigo. Estou vivendo um turbilhão de emoções: alegria, orgulho e uma pontinha de medo de enfrentar a saudade - da minha vidinha em Cáceres, dos meus amigos, de D. Estella e muitas pessoas que já se foram e me ajudaram a escrever este livro.
Mas, parafraseando eu mesma, a saudade é bem-vinda porque me faz sentir viva, suspirar e acreditar num sentindo para minha vida.
Meu livro não quer "endeusar" o passado e sim resgatar o que ele tinha de belo. E trabalhar a saudade, que ainda aperta o coração e nos enche os olhos de lágrimas de vez em quando, resgatando os nossos ideais e sonhos da infância.

4 comentários:

Eugênio disse...

Parabéns, Martha. A história é linda e o livro escrito com talento e competência. Quem ainda não leu, não sabe o que está perdendo.

Dete disse...

Martha,
As histórias bonitas não envelhecem e a da dona Estella certamente serve de inspiração pra muita gente. Que bom que você está revisitando-a. Parabéns!
Bjs

Valéria Piassa Polizzi disse...

Martha, que legal esse relançamento!
O livro é muito legal, a história da dona Estella é comovente e para nós é muito bom conhecer os "antigamente" de Cáceres!
Parabéns!
Bjs

Martha disse...

Agradeços os comentários generosos.
O relançamento foi muito legal, recheado de emoções e boas vibrações.
Realmente, as histórias bonitas não envelhecem e nos enchem de esperança.