domingo, 1 de janeiro de 2012

Disposições do primeiro dia do ano

Depois de uma ótima festa de Réveillon, regada à música da melhor qualidade, minha única disposição de Ano Novo é manter o foco e não deixar a peteca cair.
Juro que não quero me deixar abater por pensamentos sabotadores, destruidores e imobilizadores.
Preciso ser firme e disciplinada para dar os passos necessários à realização de algumas tarefas e que no final de contas não são especialmente difíceis para mim.
Tenho que me manter lúcida e guardar energia suficiente para perseguir objetivos maiores e traçar metas a médio e longo prazo.
Isso tudo pode parecer papo furado, mas essa é realmente minha disposição neste momento.
Preciso achar o amor dentro de mim, tirar o melhor de mim e deixar o pessimismo para dias piores (acho que é essa a ideia).


2 comentários:

Jane disse...

Adorei as suas resoluções de início do ano. Espero que sejam para valer, pois não quero mais ficar triste ao ler o seu blog. Momentos difícies, conturbados, tristes existirão com certeza, mas não guarde o seu pessimismo para esses momentos, qdo mais precisamos de ser otimistas. É mto fácil ver o sol brilhar qdo de fato ele está brilhando! A nossa luta consiste em afastar as nuvens negras ou tentar em alguns momentos viver com elas, esperando pelo sol. Bjs.

Chorik disse...

Essa é a ideia. Ame-se mais em 2012. Como costumamos dizer, ninguém pode dar o que não tem. Inunde-se de amor, ainda que pareça egoísmo. Não é. Teu amor por si mesma não precisa necessariamente prejudicar ninguém. O amor é a essência de nossa existência. Seu aprendizado é difícil. Paradoxalmente, quando o mundo está sofrendo da falta de amor ao próximo é que mais precisamos do amor próprio para não deixar o pessimismo nos desintegrar. Conto com tua amizade em 2012.