domingo, 8 de janeiro de 2017

Domingo no parque

Domingo em Brisbane é especial. Estou há três semanas aqui, mas este foi verdadeiramente o meu primeiro domingo em Brisbane, já que no primeiro (25 de dezembro) ficamos em casa comemorando o Natal e no outro estava em Mooloolaba (a alguns quilômetros de Brisbane).
Por volta de 13h30 seguimos de ônibus para South Bank. Detalhe: o cartão da minha filha estava sem crédito (ela não sabia) e o motorista permitiu que fôssemos de graça.
Como descrever South Bank? É uma imensa área de lazer com piscinas públicas, áreas verdes, bares, lanchonetes e restaurantes, às margens de Brisbane River.





Não vi um policial em todo meu passeio, mas prevalece ali uma sensação de segurança. Enquanto tirávamos fotos, minha filha deixou sua bolsa e as cervejas que tínhamos comprado num banco. Dá para acreditar?
Seguimos andando e curtindo as pessoas com quem cruzávamos no caminho. Gente de bicicleta, a pé, famílias enormes passeando, tirando fotos. Chineses, indianos, brasileiros (em geral, casais ou um pequeno grupo de amigos) e australianos, é claro.

A gente se sentou numa área onde estava rolando uma música ao vivo. O som não estava muito alto, mas me encantei ao ouvir uma música de que gosto muito "Enchanted boy" - que conheci através da gravação de Caetano Veloso, mas soube que é uma das músicas mais gravadas do mundo.
Após tomarmos nossas cervejas, decidimos (minha filha Diana, Rogério, seu amigo brasileiro e eu) ir a um bar, onde também estava tocando música ao vivo. O bar estava cheio e, como a maioria dos lugares aos quais fomos até agora, é preciso pagar e pedir o se quer comer e beber. Os garçons apenas retiram as coisas da mesa depois que você comeu e bebeu.

O tempo estava ensolarado, mas agradável na sombra.
Muitas opções de lazer para crianças e adultos de graça. Saímos de lá por volta das 19h e me senti tentada a andar na imensa roda-gigante (20 dólares australianos por 10 minutos de passeio), mas fiquei com medo de não me sentir bem depois de tanta cerveja.



Atravessamos uma ponte a pé e entramos no cassino. Só para conhecer. Muitas pessoas jogando num espaço que lembra aqueles filmes passados em Las Vegas. Muitos asiáticos. O cassino é um espaço luxuoso, com música ao vivo. Coincidentemente, o cantor estava cantando uma música fofa, cujo nome não sei, mas que deve ser muito popular, porque foi interpretada por dois meninos que vimos tocando na rua em Mooloolaba. Mas decididamente jogar a dinheiro não é nossa praia ... Ganhamos 0,25 centavos numa máquina caça-níqueis e seguimos para casa.

Um comentário:

Jane Bicudo disse...

Adorei o relato desse maravilhoso domingo. Depois de ler esse post e tudo mais que você tem fotografado e escrito sobre Brisbane, posso dizer que gosto muito dessa cidade que ainda não conheço.